Startups

6 startups que estão construindo cidades inteligentes

À medida que a revolução da Internet das Coisas (Internet-of-Things, IoT) continua a conectar tudo ao nosso redor, cidades e áreas urbanas se tornam uma grande fonte de oportunidades para Startups.

A CB Insights reuniu um mapa de mercado com 80 startups que estão ajudando na construção de cidades inteligentes:

Eu pesquisei sobre várias destas startups, em especial aquelas que fazem maior uso de Ciência de Dados, e reuni neste artigo 6 startups que oferecem soluções bastante interessantes e inovadoras. Confira:

Uso de Big Data para rastreamento do uso de água

 

A WaterSmart Software é uma startup que utiliza Big Data para nos ajudar no uso mais eficiente de água. O sistema da empresa fornece para distribuidores o acesso à ferramentas para visualização de dados de consumo, relatórios e sobre o comportamento de casas, bairros e cidades.

A plataforma da empresa proporciona aos clientes informações que os ajudam a economizar dinheiro em sua conta de água, proteger suas propriedades e economizar água.

O sistema da WaterSmart coleta dados internos da casa e dados climáticos externos para definir um balanceamento no uso d’água.

 


Inteligência Artificial para o gerenciamento de emergências

 

Fundada em 2015, a 1Concern planeja tornar as cidades mais seguras com o uso de inteligência artificial que fornece informações sobre a prevenção e mitigação de desastres naturais.
Seu sistema permite que as cidades se preparem para riscos como terrremotos, inundações e furacões ao fornecer informações em tempo real sobre possibilidades de desastres, simulações de treinamento e análises estatísticas que potencializam a recuperação sobre um desastre.

Cientistas de dados e engenheiros estão desenvolvendo soluções para monitorar o transporte, hospitais, escolas, assistência humanitária, cadeias de suprimentos e serviços de busca e resgate, para que todas essas entidades possam trabalhar de forma mais eficaz numa ocorrência de desastre.


Estradas que falam com você

 

A startup Integrated Roadways tem uma grande visão para o futuro das estradas.
Seu objetivo é criar pavimentos que atuam como uma rede digital que conectam motoristas, oferecem suporte à direção autônoma e geram receita com o desenvolvimento de aplicativos.
A startup já arrecadou um alto financiamento para o desenvolvimento da plataforma patenteada “Smart Pavement” para instalação em estradas e rodovias. Em comparação com os pavimentos atuais, o Smart Pavement é melhor, mais rápido (95% mais veloz de se construir), mais barato (80% menos custoso) e mais durável (dura até 4 vezes mais).

O sistema também se comunicaria com serviços de emergência em caso de acidente, proporcionando maior segurança e otimizando o tempo de resposta.
Atualmente, a empresa está trabalhando no estado de Missouri, com o objetivo de reconstruir a estrada I-70, que liga as cidades de Kansas City e St. Louis, num projeto de US$4 bilhões.
A Integrated Roadways se vê não somente como uma empresa que integra rodovias, mas que também integra diferentes tecnologias, e já teve o interesse de grandes empresas como Cisco, Amazon e Google.


Janelas habilitadas com nanotecnologia

 

A tecnologia desenvolvida pela View, usa uma película transparente de metal feita em nanoescala, que é instalada como várias camadas de uma janela normal.
Ao aplicar uma pequena carga elétrica, os íons se movem entre as camadas e cromatizam o vidro.
Assim, o vidro dinâmico define a tonalidade da janela de acordo com as condições climáticas externas ou de acordo com a preferência pessoal dos habitantes, que não precisam mais lidar com persianas, eles controlam as janelas digitalmente.

Muito mais do que o conforto e a praticidade oferecidos por essa tecnologia, o destaque é a redução de energia. A View recentemente completou 350 instalações comerciais, que tiveram 20% de redução média no consumo de energia.


Análise de tráfego em tempo real

 

A INRIX é especialista em análise de tráfego em tempo real, utilizando os dados do trânsito para oferecer informações úteis para ruas, estradas e rodovias.
A empresa possui investidores como a Intel e a Porsche e foi recentemente escolhida pela Departamento de Estradas e Rodovias dos EUA, como sua fonte de dados para viagens.

O sistema da INRIX usa uma extensa variedade de dados, como previsões meteorológicas, horários escolares e locais que estão em construção ou reforma, para ajudar as cidades de várias maneiras.

Entre as facilidades oferecidas pelo serviço, estão a otimização do sistema de estacionamento público, a preparação para grandes eventos, a segurança do motorista e a melhoria na resposta dos serviços de emergência.


A Internet do Lixo

 

Fundada em 2010, a startup finlandesa Enevo fornece análises para empresas de gerenciamento de lixo ao coletar e analisar dados de sensores wireless instalados dentro de containers de lixo.
A empresa afirma melhorar a eficiência do serviço de limpeza urbana, evitando até 50% de desperdício ao indicar o esvaziamento somente dos containers que estão previstos a ficarem cheios, e gerando rotas de coleta inteligentes para motoristas de caminhões de lixo.

 


Em breve, todas as cidades e áreas urbanas serão mais inteligentes e conectadas. O motor dessa revolução é a Internet das Coisas, que vem se expandindo não somente pelo desenvolvimento da Inteligência Artificial, mas principalmente pela queda do custo dos sensores, que agora são a metade do valor que foram há dez anos.

É compreensível que muitos investidores sintam receio quanto ao tempo que as startups aqui citadas levariam para trazer um retorno expressivo. Apesar disso, o investimento nas empresas que estão construindo sensores para conectividade de coisas, sejam elas quais forem, certamente é um grande negócio a se considerar.